São Paulo, 22 de julho de 2017. Seja bem-vindo! ARTES PLÁSTICAS • ENSAIOS • SIMULAÇÕES 
 
Aeroporto de Cumbica 01
A falta de assentos para os passageiros

São Paulo, 2 de fevereiro de 2010, terça.

Estive nesse último sábado na maior aeroporto do Brasil, e me surpreendeu a situação em que se encontrava: Além do grande número de passageiros, foram visivelmente reduzidos os assentos existentes nos saguões. Isso comparando com o ano passado. Na verdade fiquei procurando um assento, o que absurdamente não consegui. Havia uns bancos entre as duas alas: AB e CD. Mas foram retirados. Era visível que multidões ficavam procurando os lugares para descançar os pés, à espera do desembarque.

Em todos os grandes aeroportos do mundo, pelo o que eu saiba, sempre tem os assentos suficientes para os passageiros. Desta vez os responsáveis pelo aeroporto simplesmente retiraram boa parte desses, deixando apenas uma pequena parcela, que evidentemente foram preenchidos pelos ávidos passageiros. Procurei fazer a reclamação no balcão de informações, onde adquiri um impresso para o tal. Nele só tem o site da Infraero - www.infraero.gov.br - e os telefones para a ouvidoria: 0800-727-1234 e (61) 3312-3013.

Pelo impresso para as reclamações, suponho que a Infraero seja o responsável pela manutenção dos aeroportos, além de estar envolvida com os recentes acidentes aéreos que marcaram o país.



Depois de uma boa caminhada, encontrei o lugar onde todos vão, quando não tem aonde sentar: A praça de alimentação do aeroporto. É visível as pessoas dormindo com seus travesseiros sobre as mesas. E através de uma funcionária de um dos restaurantes, fiquei sabendo que boa parte dessa gente não tem a intenção de se alimentar no local, e sim, quer apenas um lugar para sentar e descançar. Essa é mais uma situação anômala, criada por autoridades responsáveis pela aviação, aeroportos etc. Não é a toa que geralmente dão os problemas, como filas de espera, atrasos nos vôos, passageiros sem assentos nos aviões e por fim, eventuais acidentes trágicos.



Comentários feitos
Atenção: Não são aceitos mais comentários no momento.

14/06/2011 - 01:20 - (anônimo) - No dia 01/06/2011 ficamos por oito horas esperando abrir o aeroporto, por conta da neblina, sem lugar para sentar e com filas quilométricas para comprar uma garrafa de água nas lanchonetes.O que me indigna é que um aeroporto dito Internacional não tem instrumentos para operar nessas ocasiões. Somos o povo que mais paga impostos e não temos nenhum tipo de servico público decente, nem escola, nem saúde nem seguranca e nem aeroportos, a não ser guardas para multar. Além do que a Infraero arrecada muitos recursos dos aluguéis e luvas das lojas que locam seus espacos e não tem como comprar os instrumentos necessários . Além do desrespeito pela Infraero a companhia aérea também nos passou para trás, assim que foi aberto o aeroporto os vôos que estavam em seu horário saiu normalmente e os outros que lá estavam esperando por sete/ oito horas continuaram a esperar.


19/08/2011 - 03:00 - (anônimo) - 18/08/2011- 23:58 - A situação do Aeroporto de Cumbica, Guarulhos ainda continua caótica....LAMENTÁVEL!!


®zadoque, 2013 -- Você pode usar o conteúdo desta página desde que indique a fonte.

Tópicos a pesquisar:
APRESENTAÇÃO
BLOGS E SITES INTERESSANTES
ZADOQUE ARTS
QUEM É ZADOQUE?
CONTATO POR E-MAIL

Blog e redes sociais aonde possam deixar comentários:
ZADOQUE IMAGES
TWITTER/ZadoqueImages


®zadoque, 2013