São Paulo, 28 de maio de 2017. Seja bem-vindo! ARTES PLÁSTICAS • ENSAIOS • SIMULAÇÕES 
 
Publicações artesanais e por demandas


 
Carvão s/papel.
Capas de fanzines...

Fanzine: Fan (de fanatic + zine (de magazine). Uma forma artesanal de fazer as publicações impressas.

Possivelmente teve a sua origem na década de 60 do séc. passado, ou antes. Era confeccionado através de mimeógrafo, e mais tarde, com o recurso de fotocópias. E usado como uma forma alternativa e acessível de publicação. Seja como pequenos jornais, poemas impressos, livretos, panfletagens ou muitas vezes como revistas de histórias em quadrinhos.

Geralmente o acabamento não era lá grande coisa: Sob improvisações, eram feitos no formato ofício ou A4 (21 a 29,7 cm); ou metade desse, dobrando as folhas e grampeando-as de lado. Mas tinham alguns que foram bem feitos.

O Sebos da Grande São Paulo foi criado com a qualidade que seja próxima ou igual a de uma revista impressa. Trata-se de uma lista de endereços de sebos (alfarrábios) da cidade de São Paulo. Dentro das limitações só podia trabalhar com as cores em preto e branco. Pois, de outra forma, iria encarecer bastante o produto.

A compensação se faz no tipo de papel utilizado para as capas. O de cima era do tipo Marrakech, do lado, o que imita o pergaminho. E embaixo, um tipo de papel com textura prateada.

Inicialmente o miolo (o texto) era feito à base de fotocópias e montadas. Mais tarde, devido à demanda, optei pela saída digital em uma gráfica.

Nanquim s/papel.
  
 
Nanquim s/ papel.
Edições impressas
 

   
Os livretos eram confeccionados nos formatos de 15 x 10 cm. E o conteúdo, através de um processador de texto. Em seguida, fotocopiados e montados.

Estes primeiros exemplares eram os experimentais, razão porque a confecção da capa foi de maneira mais improvisada, além de ser feita na base de fotocópias. Em seguida, montado, dobrado e grampeado. O formato se deveu à limitação do grampeador, que só podia alcançar no máximo 10 cm.

   
  
A grande vantagem nesse tipo de fanzine é que ele pode caber no bolso de uma calça ou de uma camisa. Ou ainda dentro de uma agenda do tipo Redfax (aquela de ferragens). Ou entre as páginas de um livro (nada recomendável). É que a publicação tem no máximo 32 páginas. Imagine toda a lista de sebos da Grande São Paulo dentro desse espaço.
 

®zadoque, 2013 -- Você pode usar o conteúdo desta página desde que indique a fonte.

Tópicos a pesquisar:
APRESENTAÇÃO
BLOGS E SITES INTERESSANTES
ZADOQUE ARTS
ILUSTRAÇÕES CIENTÍFICAS
PROJETOS EDITORIAIS
ESTAMPAS PARA CAMISETAS
PROJETOS EM MULTIMÍDIAS
HISTÓRIAS EM QUADRINHOS
ENSAIOS ARTÍSTICOS
OUTRAS CATEGORIAS
QUEM É ZADOQUE?
CONTATO POR E-MAIL

Blog e redes sociais aonde possam deixar comentários:
ZADOQUE IMAGES
TWITTER/ZadoqueImages


®zadoque, 2013