São Paulo, 19 de setembro de 2017. Seja bem-vindo! ARTES PLÁSTICAS • ENSAIOS • SIMULAÇÕES 
 
O sumiço dos pianos acústicos: Fim de um tempo...
São Paulo, 7 de julho de 2010, quarta-feira.


Aproveitei-me nesse último dia 14 de junho, para ir fotografar os instrumentos musicais nas suas lojas. Como eu tinha dito antes, a minha predileção é pelos teclados. E queria mais informações. Mas acabei encontrando apenas os teclados eletrônicos (ou digitais), e que simulam o piano, até nos detalhes como as teclas sensitivas. Essas são na verdade dois tipos, sendo que o ideal, a que simulam o martelinho de um piano. Isto é, você consegue fazer desde o pianíssimo até o fortíssimo, mediante a velocidade que se aplica nas teclas. A da marca Korg, por exemplo, tem certos modelos que conseguem apresentar a diferença de pesos nas teclas graves, em relação aos agudos, tal como no piano convencional.



Não vi sequer um piano acústico (o convencional) nas lojas visitadas. Aquele feito de madeira, com as cordas de metais e martelinhos. Mas isso é bom? Acho que não. No caminho, encontrei com um grupo de jovens, a ver as partituras voltadas para músicas clássicas. Quem que estava de fato aprendendo o piano é um deles, e que se encontra no primeiro ano (ou segundo). Ele, porém, não tem um piano sequer, tendo de usar o do conservatório. E está atrás de um piano acústico. Só que naquele pedaço não o encontra. Os pianos eletrônicos (teclados) podem aproximar ao máximo de um convencional, mas não é a mesma coisa.

Havia uma loja na Rua Teodoro Sampaio, e que vendia os pianos convencionais: A Casa Bevilacqua. Mas esta fechou faz um bom tempo. Originalmente ela ficava no Centro Velho da cidade, próxima à Rua Direita, pelo menos até a década de 90, creio eu. Naquela época, tinham outras excelentes lojas. Entre elas, Casa Amadeus e a Casa Manon. Atualmente, a única da região, encontra-se próxima à extinta Casa Bevilacqua. Mesmo assim, só vende os teclados eletrônicos. Nada de Pianos acústicos. Um dos lojistas disse que estão para receber esses instrumentos. Mas não tem a previsão. Acontece que outro manifestou que não há o interesse em trabalhar com os pianos acústicos, uma vez que os eletrônicos tomaram seus lugares.

Não acho uma boa idéia substituir os pianos acústicos (ou convencionais) pelos teclados eletrônicos. Mesmo com o avanço da tecnologia, sempre tem espaço para as antigas. É certo que os teclados que simulam o piano têm seus preços que variam entre R$ 3.500,00 a R$ 5.500,00; sendo que alguns alcançam o patamar de R$ 11 mil a R$ 12 mil ou mais. Um piano convencional novo parece custar mais de R$ 10 mil. Além dessa desvantagem, é preciso afinar o instrumento depois de um determinado período de uso. Mas os teclados necessitam de energia para funcionar. E têm outras desvantagens. Para ter uma idéia e mais informações veja mais detalhes, sobre a indústria dos pianos acústicos, onde se fala da retração no Brasil e no mundo todo.

O meu interesse em adquirir um teclado é mais no sentido prático e na experimentação de novos timbres. Em certos modelos, você pode criá-los (importando os samples do computador, por exemplo). Ou trabalhar com novos programas, para desenvolver aquele som sofisticado e que sempre sonhou. Na verdade eu queria é um Mini Moog, desde quando ouvi as peças de Bach e de outros compositores barrocos, sendo executado por Walter Carlos (Switched-on Bach, 1968). E depois, as músicas de Rick Wakeman (Viagem ao centro da Terra...), Emerson Lake & Palmer etc.



Comentários feitos
No momento não são aceitos mais comentários.

15/08/2010 - 23:54 - Bruno Lopes (bruno__lopes@hotmail.com) - Antonio Carlos....Puxa!!!!me desculpe...demorei pra descobrir que tinha algo comentado no meu blog... e não consigo mudar a cor das letras... segue aí meu e-mail... (tem 2 underlines)
abraços

16/08/2010 - Zadoque - Bruno, é o seguinte: Tente mudar o fundo ou o papel de parede. Uma cor clara é o ideal. A tua referência já se encontra no novo artigo, à direita: Encontrado os pianos acústicos. Por favor, confira! A divulgação vai estar gratuita pelo menos por uma semana.






®zadoque, 2013 -- Você pode usar o conteúdo desta página desde que indique a fonte.

Tópicos a pesquisar:
APRESENTAÇÃO
BLOGS E SITES INTERESSANTES
ZADOQUE ARTS
QUEM É ZADOQUE?
CONTATO POR E-MAIL

Blog e redes sociais aonde possam deixar comentários:
ZADOQUE IMAGES
TWITTER/ZadoqueImages


® Zadoque, 2017